Tá com medo de outra sova? Alckmin critica candidatura ‘inviável’ de Lula para 2018

Também às voltas com a corrupção da Odebrecht, onde é citado como o codinome “Santo”, Geraldo Alkimin se mostrou preocupado com a candidatura de Lula, mas antes de se preocupar com o Petista, o Governador de São abrir o olho é com seus pares Tucanos que nem de longe enxergam nele o candidato ideal para ganhar as eleições em 2018. 

As cabeças pensantes da política do PSDB acreditam que Alkimin seria presa fácil para os candidatos da esquerda na eleição de 2018, além de outros nomes tão enrolados quanto Lula na Lava Jato, o PSDB começa a comprar a ideia do populismo de João Doria à frente da Prefeitura de São Paulo, dizem os mais céticos que Dória só não será o grande o trunfo Tucano se não quiser e desde já é ele quem esta travando neste momento uma batalha campal com petistas na web, enquanto Aécio, Serra e o próprio Alkimin se preocupam com suas próprias cabeças na Operação Lava Jato. 

Mas o que mais repercutiu foi Alckmin afirmar em letras garrafais que a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para 2018 é inviável. Após saber de parte do conteúdo do depoimento do petista à Justiça Federal em Brasília, Alckmin disse que o nível de rejeição de Lula faz com que o petista não se eleja em um eventual segundo turno.
 

Durante o interrogatório feito pela Justiça Federal na manhã desta terça-feira, 14, na ação em que é réu, o ex-presidente disse que, apesar do volume de notícias de cunho negativo a seu respeito, seu desempenho em sondagens eleitorais continuará incomodando opositores. 

“Vou matar eles de raiva, porque em todas as pesquisas vou aparecer na frente”, declarou Lula. 

O tucano, que já enfrentou Lula em uma eleição presidencial, perdendo para o petista no segundo turno, em 2006, disse que a provocação de Lula e o desempenho do petista nas pesquisas não trazem nenhuma preocupação…. Sei. 

“Com o nível de rejeição que ele tem, num segundo turno não tem possibilidade. Então não tenho menor preocupação em relação a isso”, afirmou o governador. 

 Em 2006, Lula foi reeleito presidente com 60,83% dos votos válidos no segundo turno, contra 39,17% de Alckmin.
De acordo com o levantamento CNT/MDA divulgado em fevereiro, no entanto, Lula apresentou 30,5% das intenções de votos contra 11,8% de Marina Silva; 11,3% do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ).

Fonte: Alckmin volta a defender prévias e critica candidatura ‘inviável’ de Lula para 2018 – Política – Estadão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s