Ex-advogada diz que delator da Lava Jato ‘tinha medo de chegar a Cunha’

A ex-advogada de nove delatores da Operação Lava Jato, Beatriz Catta Preta, disse em entrevista exibida nesta quinta-feira (30) ao “Jornal Nacional”, da TV Globo, que um de seus clientes, o empresário Júlio Camargo, tinha “medo de chegar” ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em suas delações.

Beatriz, que deixou os casos envolvendo a Lava Jato no último dia 22 e foi convocada a depor na CPI da Petrobras, também afirmou que está deixando a profissão após receber “ameaças veladas” de integrantes da CPI.

 “Vamos dizer que aumentou essa pressão, essa tentativa de intimidação a mim e à minha família. Vem dos integrantes da CPI que votaram a favor da minha convocação”, disse, sem citar nomes.

Ao ser questionada sobre a origem das pressões e ameaças, e se achava que Cunha estava por trás delas, Beatriz disse acreditar que elas vinham “de integrantes da CPI”, mas que “não podia afirmar” que o presidente da Câmara tem envolvimento com elas.

Ex-advogada diz que delator da Lava Jato ‘tinha medo de chegar a Cunha’ – Notícias – Política

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s