Justiça de Goiás nega pedido de indenização contra Globo e Drauzio Varella

Varella e Globo inocentados

O desembargador Jeová Sardinha de Moraes, do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO), negou o pedido de indenização de uma médica contra a Rede Globo e o Dr. Drauzio Varella.

 

O processo ocorreu porque a doutora alega que se sentiu lesada com a abordagem que a emissora deu à sua entrevista, baseada na medicina natural. A conversa integrou uma reportagem do quadro “É bom pra quê?”, apresentado por Varella e que foi ao ar no “Fantástico” em 2010.

 

A série mostrou pacientes de diversos estados que procuram remédios naturais para o tratamento de doenças e profissionais que defendem a fitoterapia. Em contraposição, mostrou a opinião de médicos e cientistas, que argumentaram não haver resultados comprovados para muitas das plantas utilizadas.

 

A médica, do Hospital de Medicina Alternativa, falou dos benefícios do açafrão para ajudar no combate de inflamações, inclusive em células cancerígenas. Para ela, a edição do programa não a favoreceu. Na sequência do seu depoimento, outros médicos questionaram a ausência de estudos profundos sobre as ervas usadas no lugar de fármacos.

 

Em primeiro instância, o juiz Leonardo Aprígio Chaves, da 16ª Vara Cível e Ambiental da capital, julgou o pedido improcedente. A médica recorreu, mas o desembargador manteve a sentença na segunda instância por concluir que não houve ofensa pessoal.

Justiça de Goiás nega pedido de indenização contra Globo e Drauzio Varella – NaTelinha.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s