PT: organização criminosa?

Blog do Paulinho

Sobre Lula e o Mensalão. Um texto obrigatório !

Da FOLHA

Por REINALDO AZEVEDO

Se Dilma sabia de tudo, o impeachment é inevitável. Essa é a gramática do Estado de Direito, não do golpe

A primeira pessoa que transformou as palavras “Dilma” e “impeachment” em unidades sintáticas, formando um todo harmônico, foi este rottweiler amoroso, no dia 24 de outubro. Não me orgulho nem disso nem de ter criado o já dicionarizado termo “petralha”. Preferiria cultivar, como o poeta, neologismos celestes, colhendo uma poesia menos perturbada.

É claro que a minha oração principal tinha –e tem– uma subordinada adverbial condicional: “Se Dilma sabia da roubalheira na Petrobras, o impeachment é inevitável”. Essa não é a gramática do golpe, mas a do Estado de Direito. Golpista é querer recorrer à legitimidade conferida por um processo legal –as eleições– para violar garantias que pertencem às instituições, não aos homens.

Do dia 24 a esta data, as coisas se complicaram. Um dos…

Ver o post original 414 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s