“O anzol da direita, fez a esquerda virar peixe [?]”*

Palavras Diversas

“Ajuste fiscal” iniciado por Dilma não visa “acertar contas públicas”, mas mostrar adesão a mito conservador. Caminho pode levá-la ao desastre “Ajuste fiscal” iniciado por Dilma não visa “acertar contas públicas”, mas mostrar adesão a mito conservador. Caminho pode levá-la ao desastre [Antonio Martins]

O cerco conservador, aos estilos venezuelano e paraguaio, obriga o governo, em nome da governabilidade, a fazer uma discutível tour em terrenos reacionários.

A meu ver, o governo necessita esticar a corda, ceder espaço para um agrupamento político que saiu fortalecido das eleições e se abriga em boa parte na coalizão que o apoia no parlamento, mas sem fazer as concessões essenciais nas políticas vitoriosas do PT desde Lula. Abrir espaço, não é o mesmo que entregar a condução do governo aos novos integrantes e aos seus representados.

Por outro lado, entendo que a crítica é sempre válida e reveladora dos ânimos e desejos, principalmente quando vem de quem quer que o avanço político permaneça virtuoso.

Seguindo este rumo, apresentamos o texto de Antônio Martins, publicado em Carta…

Ver o post original 776 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s