HAVERÁ LIMITES PARA A ESTUPIDEZ HUMANA? Um rápido debate sobre o “especismo” e a violência contra animais.

Sustentabilidade e Democracia

chipanze-tigre

Foto: amizade entre fêmea de chipanzé e filhote de tigre albino (disponível na rede mundial de computadores)

Autor: Sandro Ari Andrade de Miranda, advogado no Rio Grande do Sul, mestre em ciências sociais.

Embora o termo “especismo” tenha ganhado força com a obra notável de Peter Singer, “A Libertação Animal”, a palavra foi criada pelo psicólogo britânico Richard D. Ryder, um dos pioneiros contra a utilização de animais para testes em laboratórios.

Para Ryder, o “especismo” é mais uma das várias formas de discriminação praticadas pelo homem, desta vez contra as outras espécies. Segundo este autor, aqueles que praticam o “especismo subestimam as semelhanças entre o discriminador e aqueles que são discriminados”.

Mesmo sendo vegetariano, optei pela construção de um texto com caráter mais descritivo do que militante, apenas demonstrando a gravidade do problema do especismo para a sociedade, e a…

Ver o post original 701 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s