A herança de Seu Lunga

Diálogos Políticos

Joaquim dos Santos Rodrigues levou uma vida simples. Acordava cedo e saía da rua Conceição, onde morava, indo até a sucata que mantinha na rua Santa Luzia, no centro de Juazeiro do Norte. Na manhã do último sábado, Lunga não resistiu a complicações após cirurgia no esôfago. Morreu aos 87 anos. 

O corpo foi sepultado na tarde de domingo, no cemitério do Socorro, em Juazeiro. O comerciante deixa a esposa, dona Carmelita, e onze filhos. Mas não só. Joaquim criou, mesmo sem querer, uma marca no imaginário popular brasileiro.

Com respostas “na lata” e jeito espontâneo, o cearense de Caririaçu virou mito pelas páginas da literatura de cordel. A fama de zangado espalhou-se por todo o País. Mesmo que Lunga negasse muitas das respostas grosseiras atribuídas a ele, o sucateiro, que também se dedicava ao repente, virou celebridade.

“Podemos dizer que temos necessidade de mitos…

Ver o post original 605 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s