Jogar os brasileiros uns contra os outros com a ladainha de Direita x Esquerda. É o plano governista para aprovar a reforma

Muitos de nós, Brasileiros, almejávamos mudanças no país e fomos convencidos que a Reforma trabalhista seria um passo importante para criar “milhões” de vagas de empregos e arrefecer a onda galopante e preocupante do desemprego. Porém, há muita gente percebendo, mas poucos admitem que a aquela reforma trabalhista só atendeu os anseios dos patrões, enfraquecendo Sindicatos, Conselhos Profissionais e ceifou direitos da classe trabalhadora.

img-20170418-wa0003

“O trabalhador terá que escolher entre ter direitos ou ter emprego”. Com esse discurso Bolsonaro tomou assento na Presidência do Brasil. O modus operandi para aprovar a PEC da Previdência é o mesmo.
Incutir na cabeça dos operários do chão de fábrica que eles precisam abrir mão das suas garantias porque senão nem ele e nem o patrão terão algum amparo no futuro. Não há dúvidas que as Reformas são necessárias, mas o Brasil precisa de algo bem mais amplo, sobretudo no que tange as despesas e a dívida pública. Nada vai mudar nem no curto e menos ainda no longuíssimo prazo sem adequações pontuais no âmbito político, tributário e fiscal. Repensar o planejamento das carreiras no setor público onde existem salários iniciais exorbitantes.
No que tange os privilégios, deixam transparecer que só a lavadeira, o servente de pedreiro ou motorista parecem te-los e não políticos, juízes e menos ainda aquelas grandes empresas que devem horrores aos cofres públicos e invariavelmente deixam de cumprir com suas obrigações junto a Previdência, mas não são cobradas ou incomodadas devidamente por isso.
A estratégia política desde sempre é colocar o povo contra o próprio povo com essa história de Direita x Esquerda, justamente para evitar que haja um debate amplo, não só em relação as reformas, mas de toda a conjuntura de problemas que afligem a nação.

https://e.issuu.com/anonymous-embed.html?u=reinaldocruz54&d=quest_o_brasil_02_de_abril_de_2019

Anúncios

Questão Brasil – Ministra da Agricultura é alertada sobre insatisfação de ruralistas com Bolsonaro


O presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, Alceu Moreira (MDB-RS), avisou à ministra Tereza Cristina (Agricultura) que está cada vez mais difícil conter o ímpeto de seu grupo de atacar o Planalto. O deputado já pediu uma audiência com Jair Bolsonaro. Ele extravasou publicamente sua insatisfação com a verborragia do clã presidencial e é portador dos recados de integrantes da frente insatisfeitos com cobranças baseadas em promessa de campanha não cumprida: a anistia de dívidas de produtores inscritos no Funrural.

O ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) também foi avisado da insatisfação dos ruralistas.

ACM NETO – Embora Rodrigo Maia (DEM-RJ) tenha comparecido, presidentes de partidos de centro e centro-direita sentiram a ausência de ACM Neto, comandante do DEM, no encontro em que alinhavaram estratégia para a conversa que terão com Jair Bolsonaro nesta quinta-feira (dia 4). O dirigente do Democratas estava em Brasília, mas priorizou outras reuniões.

Aliados de ACM Neto dizem que ele segue em contato permanente com os colegas de outras siglas mas que, nesse momento, não quer fechar uma atuação em bloco para pressionar o presidente da República. Na prática, sua ausência mostra que uma ala do DEM ainda está disposta a puxar a fila de apoio ao Planalto no Congresso, caso o governo mude sua fórmula de articulação política.

VÉLEZ E OLAVO – Deputados ligados ao movimento estudantil dizem que Ricardo Vélez (Educação) brinca com fogo ao anunciar nesta quarta-feira (dia 3) uma intervenção no material didático para fazer revisionismo da ditadura. Ex-membros da equipe dele no MEC classificaram a medida como uma tentativa desesperada de se manter no posto.

E as críticas de Olavo de Carvalho a militares que atuam no Planalto dividem o PSL. “Amigos e gurus de verdade falam diretamente com o presidente ou com sua equipe. Não usam as redes para enfraquecer o governo e as relações entre seus membros”, disse Carla Zambelli (PSL-SP).

Sob os olhares de Zico, Kashima Antlers vence o mexicano Chivas Guadalajara e pega o Real Madrid nas semifinais do Mundial

O Chivas Guadalajara começou bem a partida, chegou a abrir o placar logo aos três minutos com Zaldívar. No entanto, perdeu muitas oportunidades liquidar a fatura ainda no primeiro tempo. Sabe aquele ditado popular e infalível? Quem não faz, leva. Os mexicanos foram superiores no primeiro tempo, mas viram os japoneses voltarem bem mais organizados para a segunda etapa e a virada foi inevitável com os gols de Nagaki, o brasileiro Serginho e Abe. Nos minutos finais, Pulido descontou para os mexicanos.
Com a vitória, os japoneses, que contam com Zico na diretoria, vão encarar o poderoso Real Madrid na semifinal do Mundial. O encontro acontece na próxima quarta-feira, no Zayed Sports City. 

O duelo já é “vendido” pela Fifa como uma revanche dos japoneses, que acabaram sendo superados pelo merengues na decisão do certame de 2016 pelo placar de 4 a 2.



Fonte: Mundial de Clubes: Kashima Antlers vence o Chivas e vai encontrar o Real Madrid nas semifinais

Fortaleza apresenta nova camisa com a qual disputará a Série A 2019


Bruno Bayma, responsável pela criação das camisas do Fortaleza desde a fundação da marca própria, Leão
1918, explica o significado da nova camisa. As camisas anteriores são chamadas de Tradição e Centenarium. 
“Quando pensamos no nome da camisa, que significa eternidade, em francês, o objetivo foi simbolizar um
clube centenário, entrando para a eternidade e que assim será para sempre, durante todas as gerações.
Enquanto tiver um torcedor do Fortaleza, o clube continuará existindo, inserido na sociedade, emocionando”
,
disse ele em entrevista ao Jornal O POVO de Fortaleza.

Fonte: Fortaleza | Questão Brasil |

Celebridades e Sub Celebridades: Briga entre Vida Vlatt e Ana Paula Renault termina na delegacia de Polícia


Vida acusa Ana Paula de agressão e até gravou um vídeo para mostrar as marcas que teriam sido feitas por ela. Também em vídeo, Ana Paula nega as acusações e dá sua versão sobre a briga.

Fonte: Celebridades e Sub Celebridades

Acabar com a corrupção era para acabar com o Lula, diz Paulo Henrique Amorim

O sociólogo Jessé Souza acaba de lançar um outro livro magistral: “A Classe Média no Espelho”. 
Já desde “A Elite do Atraso – da Escravidão à Lava Jato”, Jessé expõe o cinismo dessa elite moralista que se lambuza na corrupção e faz do Banco Central sua boca de fumo!
Onde é que o motorista arranjava dinheiro? Era um dízimo?
E a personal trainer que trabalha no Rio e recebia no gabinete do presidente eleito? Corrupção?
O mito está trincado, diz o Mino Carta… Mas, e o Lula?
Onde fica nisso tudo, nesse mar de lama? A TV Afiada tem a resposta. Afinal, como dizia a UDN e dizem seus acólitos contemporâneos, o preço da liberdade é a eterna vigilância!

Fonte: Acabar com a corrupção era para acabar com o Lula